Contato

Dr. Carlos Schobbenhaus Filho recebe a medalha Leopold-von-Buch


Carlos Schobbenhaus Filho

 

 

A Sociedade Brasileira de Geologia, por meio da sua Diretoria-Executiva, parabeniza o Dr. Carlos Schobbenhaus Filho pela medalha Leopold-von-Buch concedida pelo Deutsche Geologische Gesellschaft-Geologische Vereiningung, German Geologic Society, concedida em reconhecimento a suas notáveis contribuições às geociências.

O homenageado graduou-se em Geologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1964) e obteve doutorado em Geologia na Albert-Ludwigs-Universität Freiburg/Alemanha (1993). Iniciou sua profícua carreira na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), onde trabalhou de 1965 a 1972, executando mapeamento geológico na Bahia e em Minas Gerais.

Posteriormente atuou junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e ao Serviço Geológico do Brasil-CPRM. Nesses dois órgãos, participou da coordenação, edição e co-autoria de grandes projetos de integração da geologia e recursos minerais, no Brasil e na América do Sul, destacando-se: diversas edições da Carta Geológica do Brasil ao Milionésimo (1974-1979 e 2004); o Mapa Geológico do Brasil, escala 1:2, 5M (1981 e 2001); o Mapa Geológico da América do Sul, escala 1:5M (2001 e 2019); e o Tectonic Map of South America, 1:5,9 M (2016). Também coordenou a edição de livros essenciais à formação de várias gerações, como “Geologia do Brasil” (1984), “Principais Depósitos Minerais do Brasil” (6 volumes, 1985 a 1997), “Metalogênese do Brasil” (2001) e “Geologia, Tectônica e Recursos Minerais do Brasil” (2003).

Foi membro fundador e presidente da Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos-SIGEP (1997).  Entre 2006 e 2018 foi vice-presidente para a América do Sul da Commission for the Geological Map of the World – CGM. Atualmente, exerce as atividades de coordenação do Projeto Patrimônio Geológico do Brasil (CPRM) e coordenação da área não andina do Mapa do Patrimônio Geológico da América do Sul (CGMW/ASGMI).

Ao longo de sua carreira, recebeu as medalhas Orville Derby (2002) e José Bonifácio de Andrada e Silva (2009), da Sociedade Brasileira de Geologia, por sua contribuição ao desenvolvimento e avanço do conhecimento geológico do território brasileiro; a Comenda da Ordem do Mérito Cartográfico (2003), da Sociedade de Cartografia do Brasil; e a Medalha Irajá Damiani Pinto (2007) no Jubileu de Ouro da Escola de Geologia da UFRGS.

Para todos os profissionais de geociências brasileiros, sua trajetória de sucesso e produtividade são motivo de orgulho e incentivo, motivo pelo qual nos juntamos na celebração da merecida homenagem.
 

Atenciosamente,

Sociedade Brasileira de Geologia

Eventos

Ver+
13 a 17
Out
51º CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA
Belo Horizonte - MG - Centerminas Expo
08 a 11
Out
I Simpósio de Bacias Sedimentares

BJG/RBG

RBG

Brazilian Journal of Geology

Veja mais

Vitrine

Ver+